abrir janelas.

  Existe uma tensão permanente entre nosso ser e todo o resto. Olhar o externo expande ou contrái nossa individualidade? Win Wenders disse uma vez: Um filme expande nosso mundo. Assim como um livro, uma música ou uma janela. Por sinal o próximo livro da minha lista é Hamlet. Geralmente fico embasbacado com essas obras fundamentais do pensamento humano, e ainda mais interessante é poder comparar o que vimos na obra com aquilo que falam a respeito dela. Kafka NÃO escreveu a palavra BARATA em metamorfose!

desenho do kafka

  Freud escreveu muito a respeito das tensões pscicológicas. Algumas delas geradas entre nossa figura selvagem e nosso estado civilizado. Na borda superior do livro escrevi: O homem civilizado retirou o questionamento de cima das eternas questões e o colocou sobre o caminho a ser tomado.

  – Como viver?

  – Livre.

  – Quem é livre?

  – Aquele que vai atrás dos sonhos.

  Nem que tenhamos que fazer o PROTESTO DE UM HOMEM SÓ.

 

Procuro figurantes para um clipe de rock em uma balada.

Procuro não figurantes para vida.

Uma resposta to “abrir janelas.”

  1. Anelise Csapo Says:

    Não figurante para a vida aqui estou eu!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: