caderneta nômade

.

ver com os próprios olhos, registrar com as próprias mãos.

apesar de ter uma Canon 5D e um Mac Book Pro durante minhas andanças pela costa oeste norte americana também levei Canson e um potinho de Nanquim (na bagagem despachada para os policiais americanos não implicarem).

foram 3 semanas e 7 cidades. Los Angeles, Santa Bárbara, Las Vegas, São Francisco, Seattle, Richland e Vancouver (Canadá).

apesar do meu apreço por longos discursos tecerei nesse post apenas dois breves comentários:

1. esse pedaço do mundo é lotado de galerias de arte. a europa é cheia de museus. o Brasil tem exposições temporárias e meia dúzia de galerias elitistas. o novo mundo, o velho mundo, e a rapa.

2. saber dirigir não é suficiente para alugar um carro e chegar no preterido destino. primeiro uma placa de ventos fortes, minha experiência: olhe para as árvores: não balançam. ok. lufada de vento joga o carro para o lado, adrenalina, mas os pinheiros não se movem!!! lição um: você não conhece esse ambiente. peguei -10 graus na estrada, passibilidade de neve. lição número dois: você não tem correntes nem sabe colocá-las. (Não nevou, ufa!). chuva congela ao atingir o para-brisa. você não sabe como limpar. seu amigo brasileiro que mora a 5 anos nos E.U.A diz para jogar águinha no para-brisa. não congela pois eles adicional etanol!

último dia em Santa Barbara.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: