o homem

.,

parou de viajar sobre as próprias patas

deixou de utilizar o ar, entre ele e seu ouvinte, como veículo da fala

não morde outro ser vivo!

aparou as unhas

cercou a floresta

conteve as vontades

esqueceu quem era

..

,,,

Anúncios

primeiros traços…

,,

2009 foi uma lástima

em 2010 resolvi fazer tudo que não aconteceu em 2009, e somar com tudo que deve acontecer em 2010. 2 anos em 1.

Uma dessas coisas é uma animação pra valer… bem acabada, e com provável trilha do Baoba Stereo Club.

Cá estão os primeiros passos…

,,,

e se acordássemos sem qualquer posse?

,,

acordou no chão da floresta. reconheceu algumas das espécies vegetais, sabia o nome científico de duas das bromélias dali (inserir descrição). Apesar de saber isso não sabia algo muito mais trivial: como chegara naquele lugar.

TURBULÊNCIAS

– Preciso sair daqui!

Olhou ao redor para encontrar o trajeto que lhe oferecesse maior luminosidade. O Campo Aberto é Sempre mais Acolhedor.

Cinqüenta passos afrente pode avistar o telhado de uma casa. Certamente era um telhado, mas não lembrava de ter visto um assim jamais em sua vida.

– O que eu fiz ontem?

Sua lembrança mais recente era um aceno distante de sua mãe.

– Quando teria sido isso?

Não conseguiu colocar suas distantes lembranças em ordem cronológica.

Olhou para seu corpo na tentativa de identificar sua idade. Olhou para o acumulo de gordura de sua barriga, para suas mãos e puxou um tufo de sua franja.

– Devo ter uns trinta.

Observou as roupas que vestia. Lhe pareciam roupas ordinárias. Uma camiseta branca e uma calça quase negra. Não eram peças novas mas também não pareciam tão usadas assim.

– Andou em direção ao amontoado de casas e ao longe pode ver a primeira pessoa. Pelo porte físico julgou ser um homem de seus quarenta anos. Trajava roupas não muito diferentes da sua e ao cruzarem os olhares não notou qualquer estranhamento.

Pensou em falar com o homem mas seu constrangimento foi maior que sua vontade. Ao observar com mais atenção a arquitetura dos edifícios teve mais uma surpresa.

– Que raio de números são esses?

Deviam ser números, pois quase todas as casas possuiam pequenas placas com combinações diferentes de 3, 4 ou 5 símbolos. Ou quem sabe era o nome da família que morava em cada uma dessas residências.

,,,,,,,,,,

.

e os rabiscos continuam…

hoje pediram pra desenhar uma paisagem interior…

cá está!

,,

rabiscando por aí…

,.

tá na sala de espera do consultório? tá sem sono? sua namorada não sai do banheiro? a véia resolveu pagar a compra do mês com moedas?

nada como ter um caderno de desenhos.

Afinal de contas…

,,

Tem marmelada?

,

encontrar

.

tá aí a palavra que define a oficina e a apresentação!

,

até furar

&

confissão: Algumas vezes, quando eu estou cabisbaixo e macambuso, vejo a obra “artística” alheia pra ter certeza que não sou tosco.

geralmente olho fotos.

.

poucas vezes revejo minhas próprias fotos.

só quando estou bem instrospectivo

hoje revi as da minha viagem pra américa do norte (influenciado pelo jogo de eliminação dos EUA?)

e pode parecer forçação de barra mas encontro meu ponto de vista muito claro.

Nem tratadas essas imagens estão… é um olhar cru.

E nas fotos tiradas de mim pelos paparazzi quase escuto meu pensamento:

“…não é pra você tirar fotos de mim, era só pra testar a câmera…”

“eu: é pra zuar mesmo nessas baladinhas… laura: não acredito que a gente tá fazendo isso no meio da pista”

expressões

os budistas se curvam frente a divindade que existe dentro de toda pessoa

eu cumprimento o espetáculo interno de cada um de nós

.